Nossas Redes Sociais
Notícias / Barueri
Pedagoga da Prefeitura conclui mestrado sobre ensino de Barueri

Publicado em 31 de Outubro de 2012 às 15h56     Texto: Prefeitura Municipal
 
Atenção: você está lendo uma notícia antiga de 31 de Outubro de 2012

A pedagoga e jornalista Elisangela Rodrigues da Costa, que trabalha na organização da formação continuada dos docentes no Centro de Aperfeiçoamento de Professores (CAP), da Secretaria de Educação de Barueri, concluiu o mestrado em Ciências da Comunicação na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) na linha de pesquisa Comunicação e Educação. A pesquisa foi feita com professores e alunos das escolas da rede de Barueri.

“Tudo começou em 2010 com 500 pessoas disputando 50 vagas entre mestrado e doutorado na Universidade de São Paulo. Cada linha de pesquisa tem, em média, uma vaga – disputei na linha de pesquisa Comunicação e Educação, que só tinha uma vaga. Foram 10 projetos apresentados à banca de entrevistadores. Antes desta fase, temos que obter nota mínima de 7 na avaliação escrita para passarmos à entrevista – fiquei entre os 10 melhores e conquistei a única vaga. Defendi minha pesquisa em outubro, com nota máxima”, relatou, emocionada.

A pesquisa totalizou 200 páginas, em que Elisangela fez um panorama do uso dos textos da comunicação nas escolas. “Fiz um questionário e entrevistas com 40 professores da rede de Barueri. A partir do questionário percebemos, eu e meu orientador, algumas lacunas, aspectos apontados pelos docentes da rede que necessitam de ajustes, como maior inclusão de cursos de formação continuada relacionados às linguagens da comunicação (jornalismo e publicidade), redes sociais e tecnologias. Quanto ao uso das tecnologias, melhor aproveitamento dos laboratórios de informática existentes no município. Essas três vertentes foram determinantes para o aprofundamento da investigação”, explicou.

De acordo com a pedagoga, os professores estão vivendo atualmente uma situação atípica, pois estão inseridos numa sociedade que valoriza mais a comunicação. “E isto os obriga à adequação deste modelo social também no contexto escolar”, avalia.

Em sua pesquisa, Elisangela aponta que o perfil do aluno contemporâneo, que agora usa celular para tudo e quer saber o que está acontecendo tanto no futebol, novela e no mundo, independe da vontade da escola. “Mas o docente será sempre fundamental neste processo, pois atua também como um professor mediador destes movimentos”, conclui a pedagoga.


Mostre sua reação nesse assunto


Compartilhe

Leia Mais Notícias
Prefeito de Cajamar testa positivo para o coronavírus
Publicado em 10 de Julho de 2020 às 07h26
Sistema Detecta instala câmeras de segurança em Cajamar
Publicado em 8 de Julho de 2020 às 23h21
Mais Notícias