Nossas Redes Sociais
Notícias / Jundiaí
Vacinação contra a gripe atinge 70% e ganha reforços

Publicado em 11 de Maio de 2013 às 19h10     Texto: Prefeitura Municipal
 
Atenção: você está lendo uma notícia antiga de 11 de Maio de 2013

A campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza, encerrada nesta sexta-feira (10) em todo o País, vai ter um atendimento extra em Jundiaí neste sábado (11), das 8h às 17h, na unidade básica de saúde UBS Central (rua Jorge Zolner, 201, Centro).

Mas o atendimento segue restrito aos grupos de risco determinados pelo Ministério da Saúde que são os idosos acima de 60 anos, as crianças entre seis meses e dois anos incompletos e as mulheres gestantes ou que deram a luz há até 45 dias.

Além disso, a vacina será disponibilizada em toda a rede de unidades de saúde (UBS e PSF), das 8h às 17h, durante mais 15 dias, até o dia 24 de maio, também reservada aos grupos de risco cadastrados em cada unidade. Para garantir o atendimento para os moradores com problemas durante a semana, a UBS Central também vai abrir em mais dois sábados, nos dias 18 e 25.

Ainda não foi divulgada a estatística oficial, mas a estimativa é de que Jundiaí atingiu cobertura de 70% de vacinação do público-alvo até esta sexta-feira (10), coincidindo com a média brasileira de 69,55% divulgada pelo Ministério da Saúde em balanço parcial até a última quarta-feira (8).

Em Jundiaí, até quarta-feira foram vacinados 34.676 idosos acima de 60 anos ou 68,9% do total estimado, 5.413 crianças entre 6 meses e 2 anos incompletos ou 67,3% do total estimado, 608 mulheres que tiveram filhos há menos de 2 meses ou 90,7% do total e 2.091 mulheres gestantes ou 52% do total. Na soma total, entre 15 de abril e 8 de maio haviam sido facinadas 42.788 pessoas ou 67,9% do total esperado.

“Vamos continuar neste esforço porque a cobertura destes grupos garante a segurança dos demais”, afirma o secretário Cláudio Miranda, da Saúde.

Alerta
A Vigilância Epidemiológica está em alerta também contra a desinformação. Um dos pontos importantes é que a chamada influenza é uma doença respiratória aguda (gripe), mas pode ser causada por vários tipos de vírus como o influenza A, o influenza B (conhecidos como sazonal) ou o H1N1.

“Os grupos de risco são definidos pelo Ministério da Saúde. Após receber a vacina, o organismo precisa de aproximadamente 15 dias para desenvolver a imunidade, desta forma não oferece proteção imediatamente após a aplicação. E o contato com suspeito ou confirmado de síndrome gripal não constitui indicação de vacina”, mostra o material distribuído pelo setor entre os profissionais da rede de saúde.

A decisão da Prefeitura de Jundiaí de prorrogar a vacinação também está sendo adotada em outros lugares. Em São Paulo (SP), a medida já foi anunciada até o dia 29 de maio e o mesmo aconteceu em Belo Horizonte (MG). O prazo está sendo adotado também pela Secretaria Estadual de Saúde, do governo de São Paulo, e até o dia 17, pela Secretaria Estadual de Saúde do governo do Rio de Janeiro.


Mostre sua reação nesse assunto


Compartilhe

Leia Mais Notícias
Prefeito de Cajamar testa positivo para o coronavírus
Publicado em 10 de Julho de 2020 às 07h26
Sistema Detecta instala câmeras de segurança em Cajamar
Publicado em 8 de Julho de 2020 às 23h21
Mais Notícias