Nossas Redes Sociais
Notícias / Cajamar
Cajamar perde um grande cidadão vítima de Coronavírus

Toninho Espanhol foi a primeira vítima na cidade de Cajamar e deixa uma legião de amigos

Publicado em 11 de Abril de 2020 às 16h22     Texto: Paulo Curti
 

“Toninho Espanhol”, como era popularmente conhecido na cidade de Cajamar - Antônio Luiz Ribas Gomez Alvarez,- tinha 61 anos e era comerciante há 35 anos na cidade, proprietário da Polgás - empresa de distribuição de gás localizada no distrito do Polvilho.

Toninho sentiu os primeiros sintomas de gripe por volta do dia 15 de março e procurou ajuda hospitalar no dia 27. A família não tem ideia de onde possa ter ocorrido o contágio.

Levado ao convênio (Unimed) na cidade de Jundiaí, acabou ficando imediatamente internado na UTI. Após 2 dias de internação os médicos optaram por sedá-lo e ele entrou em coma induzido, respirando por aparelhos até o seu falecimento. Os médicos não mediram esforços para mantê-lo vivo. Ele tinha um quadro crítico, porém estável. Passou a fazer tratamento com Cloroquina onde apresentou um quadro de melhora e bem debilitado precisou até fazer sessões de hemodiálise.

Na manhã do dia 9 de Abril, às cinco horas, teve uma parada cardiorrespiratória e infelizmente veio a falecer. Toninho deixa esposa, 1 filho de 12 anos, além de centenas de amigos.

Espanhol era muito conhecido na cidade de Cajamar pelo seu jeito extrovertido de ser.

Caridoso, humano e um grande amigo, espanhol fazia amizades facilmente com todo mundo que cruzasse o seu caminho. Como ele mesmo dizia: “vivia a vida loucamente”.

Ele costumava dizer que não queria ninguém chorando em seu velório quando morresse. Coincidência ou não, devido a circunstância de sua morte, não haverá velório. O corpo foi enviado a um crematório e as cinzas serão jogadas em alto mar. Desejo este antigo do Toninho.

Ele era também muito devoto de Nossa Senhora de Aparecida. Quem é do distrito do Polvilho já conhece a famosa queima de fogos que ele fazia em frente ao seu comércio todo dia 12 de outubro em homenagem a santa.

A última queima de fogos realizada no dia 9 de Abril (dia do seu falecimento) não foi em homenagem a santa, mas sim em homenagem a este grande cidadão cajamarense que nos deixa e fará falta na vida de muitos amigos e familiares que agora continuam a vida sem as risadas e a alegria que Toninho Espanhol irradiava.


Mostre sua reação nesse assunto


Compartilhe

Leia Mais Notícias
Sistema Detecta instala câmeras de segurança em Cajamar
Publicado em 8 de Julho de 2020 às 23h21
Eleições 2020: Convocação de mesários será por e-mail
Publicado em 7 de Julho de 2020 às 01h15
Mais Notícias