Nossas Redes Sociais
Notícias / Jarinu
Novo prefeito de Jarinu assume Jarinu em situação caótica

Publicado em 11 de Janeiro de 2005 às 09h28     Texto: Jornal Folha da Cidade
 
Atenção: você está lendo uma notícia antiga de 11 de Janeiro de 2005

Computadores saboteados, máquinas e tratores na oficina, veículos oficiais danificados e em estado de penúria, processos de licitação irregulares, estradas esburacadas devido ao apaga pó e para piorar um balancete de dívida herdado da antiga administração na ordem de R$ 4 milhões. Essa situação caótica foi encontrada pelo novo prefeito de Jarinu, Vanderlei Gerez (PSDB) ao assumir a prefeitura no último dia 3 de janeiro de maneira oficial. O chefe do Executivo e sua equipe de governo não estão conseguindo agilizar o processo da máquina administrativa e Gerez foi bem claro em entrevista ao jornal Folha da Cidade "Imaginávamos que teríamos problemas ao iniciar este mandato, mas o que eles (antiga prefeitura) fizeram nos surpreendeu. Estamos amarrados com a questão dos computadores. Todos desligados e os técnicos não estão conseguindo localizar os vírus, pois parece que houve um troca de Hds (cérebro da máquina) e os arquivos foram apagados. O balancete da dívida total chega a R$4 milhões e descobrimos que a antiga administração não depositou a quantia de R$126 mil referente ao FGTS dos funcionários. Com 10 dias de atraso há uma multa de 10%, 20 dias, o dobro e estamos realizando hoje (na última sexta-feira) o pagamento da 1ª parte", revelou ele. O salário base de dezembro de 2004 também não foi pago pela gestão anterior.

O prefeito de Jarinu foi enfático ao afirmar que já registrou boletim de ocorrência, "pois configura crime sumir com informações e dados públicos". Outro BO foi expedido em relação a ausência de carros oficiais, no total nove, das garagens municipais. Segundo ele, os veículos estão sem pneus, alguns bastante danificados e das máquinas de trabalho como basculantes e retroescavadeiras, apenas uma está em condições de sair da garagem. "São 12 máquinas existentes e só podemos utilizar uma, pois muitas estão nas oficinas", ressalta Gerez. Outra grave problema apontado pelo atual prefeito jarinuense é a questão de inúmeros processos licitatórios irregulares, praticados pelo antigo prefeito. O mais surpreendente foi o verificado nos últimos dois dias. De acordo com Gerez, a equipe do ex-prefeito Toninho Lorencini adquiriu um ônibus com gabinete dentário (Odonto Móvel) em janeiro de 2004, mas há meses o veículo encontra-se parado na garagem do Paço. O veículo possui 10 anos de uso, apresenta-se com moto fundido e no processo de licitação que foi fracionado e dividido em cartas convites, o valor gasto foi de R$143.000. " O que mais nos surpreendeu foi o fato de que no momento de buscarmos os documentos, não consta no Renavam. Isso é grave, pois precisaremos agora prestar contas deste dinheiro ao Ministério Público e trata-se de recursos federais". O novo prefeito também entrou com um B.O de fraude nesta questão.

Vanderlei Gerez se diz "abismado" com a ausência de notas fiscais nos diversos processos da antiga Administração de Jarinu. "Eles não fizeram edital sobre o uso do tal do Apaga Pó (pavimentação popular) utilizada na maioria dos bairros. "Estas estradas estão puro buraco". Em relação ao Carnaval, o prefeito lembrou que a gestão anterior gastou R$80 mil e não apresentou nota. "Minha intenção é não ter despesa alguma da prefeitura neste Carnaval, mas colocaremos blocos e escolas de samba na rua, pois componentes destas agremiações nos procuraram. Faremos parcerias com uma empresa que vai nos ceder transporte e lanche e deverei colocar dois bailes matinês para garotada em nosso ginásio", revelou Gerez.


Mostre sua reação nesse assunto


Compartilhe

Leia Mais Notícias
Portal de entrada de Cajamar é entregue
Publicado em 3 de Julho de 2020 às 02h17
Agentes da Defesa Civil de Cajamar recebem novos uniformes
Publicado em 29 de Junho de 2020 às 04h04
Lotofácil dobra o número de sorteios semanais
Publicado em 24 de Junho de 2020 às 15h00
Mais Notícias