Nossas Redes Sociais
Notícias / Jarinu
Câmara de Jarinu vota Mesa Diretora pela 2ª vez

Publicado em 27 de Janeiro de 2005 às 11h50     Texto: TerraNostra Jarinet
 
Atenção: você está lendo uma notícia antiga de 27 de Janeiro de 2005

Por decisão judicial em caráter Liminar, a Câmara Municipal de Jarinu votou pela segunda vez em duas semanas neste ano a composição de sua Mesa Diretora. A primeira votação foi anulada por força desta Liminar.

Novamente a sessão foi muito concorrida pois havia um “zum-zum-zum” de que nesta segunda eleição a composição da mesa poderia ser alterada em favor do bloco da situação, favorável ao Prefeito Vanderlei Gerez, que passou pelo local por alguns minutos para conhecer os detalhes da votação.

No entanto, o resultado desta segunda votação foi muito parecido com o primeiro, e o bloco de oposição ao Prefeito dominou novamente os cargos da Mesa Diretora da Câmara, numa demonstração de boa articulação política e também de fidelidade dos vereadores eleitos no bloco oposicionista com seu grupo político.

O resultado da votação levou o Vereador Gilsão novamente para o cargo de Presidente da mesa, tendo como vice-Presidente o Vereador Agenor –do bloco de apoio ao Prefeito-.

A primeira secretaria ficou com o Vereador Roberto Antonucci que provocou o fato de maior repercussão da noite quando, infantilmente, revidou de uma maneira pouco usual para um dirigente de Câmara Municipal, uma manifestação do ex-Vereador e ex-Presidente da casa Dorvalino Garutti que estava na platéia: ao ser provocado, o Vereador Roberto, sentado na posição de Secretário da Casa, num gesto considerado obceno, apontou o dedo médio em riste para o ex-Presidente Garutti, o que foi notado tanto por ele como pela platéia que lotava a casa. Tanto Dorvalino como a platéia se manifestaram ruidosamente contra o ato do vereador e Secretário da Casa, que ficou muito assustado com a reação e, branco como um papel, parecia que ia ter um colapso. O cargo de segundo secretário da casa ficou com o Vereador “Negão”, que surpreendentemente teve 3 votos para Presidente da Casa.

Após a mesa instalar-se, uma pausa de alguns minutos separou a sessão de votação da primeira sessão deliberativa da Casa, para apreciar projeto enviado pelo Executivo Municipal propondo isenção de multas e juros para pagamentos de impostos em atraso.

O grupo de Vereadores oposicionistas mais uma vez mostrou sua ação coordenada, adiando a votação para uma próxima sessão. O parecer da Assessoria Jurídica da Casa recomendou a não aprovação do projeto em função de falhas em sua montagem.

Nesta primeira sessão deliberativa ficou caracterizada a ação em bloco da oposição ao Prefeito Gerez, bem como a promessa inusitada do Presidente da Casa, Vereador Gilsão, que ao ser interpelado pela platéia sobre a conduta do Vereador Roberto, disse que “isto não vai acontecer mais”.


Mostre sua reação nesse assunto


Compartilhe

Leia Mais Notícias
Portal de entrada de Cajamar é entregue
Publicado em 3 de Julho de 2020 às 02h17
Agentes da Defesa Civil de Cajamar recebem novos uniformes
Publicado em 29 de Junho de 2020 às 04h04
Lotofácil dobra o número de sorteios semanais
Publicado em 24 de Junho de 2020 às 15h00
Mais Notícias